segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

COMO NASCEM OS ARTISTAS

O bebê ao estrear no planeta se espanta com o coração do mundo.

O Saci Pererê é uma criança, um negrinho de uma perna só que fuma um cachimbo e usa na cabeça uma carapuça vermelha que lhe dá poderes mágicos, como o de desaparecer e aparecer onde quiser. Porém, no Brasil, ele fica mais baseado nas matas do Norte/Nordeste, patrulhando seu território. E quando ele chega, saído do centro da terra, o Universo pára! Os rios, os ventos, as folhas, os pássaros! Tudo silencia! Pessoas que testemunham essa passagem, que tem a duração de segundo, dizem que é aterrador! Que mais parece uma eternidade.
Já em algumas regiões do Norte, mais exatamente no Maranhão, existe o mesmo fenômeno, mas, lá, o saci Pererê, é o Diabo! Com as mesmas atribuições! Sendo que, existe um instante no Universo que, nessa mesma região, Deus e o diabo se encontram, sentam-se diante um do outro e começam e negociar almas do mau e do bem, daquele dia.
- Essa é minha, essa é sua, diz Deus e assim por diante. Tudo muito rápido.
Porém, no ápice da negociação, os dois esquecem do Universo -  por fração de segundo. É exatamente nesse momento que nasce o artista.
Eu nasci desse esquecimento mágico... E isso aí... rs!

*O bebê da imagem é a minha pessoa erótica, já no berço...HAHAHA!
Texto: Pataxó

12 comentários:

Zé Povinho disse...

Essa escolha entre o Bem e o Mal passou-me também ao lado, já que gosto de ser eu a escolher a cada momento o caminho que me apetece seguir. Afinal a cabeça serve mesmo é para pensar, não é?
Abraço do Zé

Pataxó Lima disse...

Querido e genial ZePo, acho que não me fiz entender. Falo do nascer, de fazer parte do Universo, quando tudo é literalmente imponderável, quando não temos/tivemos escolha... Apenas estreamos no mundo, sem qualquer pergunta prévia... A magia está nessa fração de segundo...E vc nasceu dessa magia, tenha a certeza...rs!!

Antonio Carlos disse...

Oh Pataxó, minha Artista!
Esse bebê só poderia ser voce, sensível e delicada, num mar de flores, arabescos e folhas.
Deus manda a terra os artistas, para que neles o mundo possa cultivar a sensiblidade, adjetivo quase extinto pela euforia do umbigo de sonhos.
Deixo meu beijo grande, minha Artiste Plasticienne, uáU!
É nóis.

Pataxó Lima disse...

Mas, sempre fico surpresa e feliz quando vc surfa no meu mar e só os super artistas compreendem o que quero dizer, isso me encanta, porque vc é transbordante de talento... Adoro seus traços, cores e força visual de sua obra...Caramba!
bjs mis desde vitória.

Anônimo disse...

LUSI PAULO LINS
Minha querida e especial pataxic, tentei falar com vc, por celular e não consegui.De qualquer forma, te enviarei um e-mail ou então, ligue para a gente tomar uma ceveja, ainda essa semana. Vamos colocar o papo em dia! Estou com saudades.
beijos.

Anônimo disse...

Henrique

Patinha, demorei mas estou aqui sempre morrendo de rir com as suas tiradas bem humoradas KKKKKKKKKKK
beijin

Anônimo disse...

Pataxow, meu amor, quanto tempo que não passo aqui, mas, ainda que atrsado, sempre chego. Tudo bem com vc? Já soube de seu belissimo trabalho na casa que está graffitando e o sucesso está indo longe. Mas, vc sempre é sucesso em tudo. É muito talento nessa cabecinha maluca hehehe!
bijussss

Anônimo disse...

Pataxinha, esse bumbum lindo eu conheço KAKAKAKA
beijinhos e saiba que estou com saudades de tu, minha linda.
Ângelo, sempre seu, ainda que vc se negue rs

franciscopovo disse...

Minha amiga, como prometido é devido cá estou na sua galeria de arte, para visitas regulares....
bjs...

Pataxó Lima disse...

Fran, obrigada pela generosa surfada nesse meu super mar...HAHAHA!!
Bjs

Anônimo disse...

pats
Gosto muito dessa sua criatividade que nunca tem fim. ainda bem e para a felicidade de todos nós.Talento nem sempre é para qualquer um e esse tipo raro e você que sempre vem nos encantando.
beijos sempre
Manoela

INSTITUTO GOIAMUM disse...

Parabéns pelo Blog!